Fito Páez

NO SE SI ES BAIRES O MADRID (CD + DVD)

2008

13 LA RUMBA DEL PIANO (CON MORAO, SABU Y DANI NOEL)

Maninho de solidão
aqui estamos os dois
sob essa luz de rubi
entre essa gente nova
Tu sempre falas por mim
mas hoje eu canto pra ti
mistura de égua e divã
refúgio, língua e fuzil
Se batem palmas pra nós
eu acho que tudo bem
Mas se me vaiam depois
a culpa é tua também
Já que falamos de amor
pincéis e até moedas
por que não falam de ti
amigo branco e negro?
Tuas quatro patas querem festa
então vamos nessa!
O clima tá ficando muito quente
mais e mais
Claro, aí vem a rumba do piano
Claro, rumba mamá
Claro, se viene la rumba del piano
Claro, rumba mamá
Meu piano sabe de mim
de coisas que já eram
de palcos, gotas de Deus
e dessa gente que espera
Um dia, roxo de amor
ele caiu de boca
naquela velha pianola
completamente rouca
E se eu tô inspirado
se abre todo e balança
Mas quando eu tô meio frio
seu coração fecha a tampa
Meu piano é um pouco de mim
um pouco dele sou eu
dois loucos numa prisão
viajando num carrossel
Tuas quatro patas querem festa
então vamos nessa!
O clima tá ficando muito quente,
mais e mais
Segura um pouco, dá um tempo!
Quero respirar
Sente só o som daquela melodia
Claro, aí vem a rumba do piano
Claro, rumba mamá
Claro, se viene la rumba del piano
Claro, claro, claro, rumba mamá
Hermano de soledad,
aquí hoy estamos los dos
bajo esta luz de rubí,
entre esta gente nueva
Hoy yo te quiero cantar,
madera que hablas por mi
mezcla de yegua y diván,
refugio, lengua y fusil.
Tuas quatro patas querem festa
então vamos nessa!
O clima tá ficando muito quente,
mais e mais
Claro, aí vem a rumba do piano
Claro, rumba mamá
Claro, se viene la rumba del piano
Claro, claro, claro, rumba mamá