Roberto Carlos

NOSSA CANCAO

1967

3 EL GENIO

Andando um dia na rua notei
Alguma coisa caída no chão
Bem curioso aquilo peguei
E sem querer esfreguei minha mão
O tal negócio, explodindo, fez fumaça no ar
Meio amedrontado não saí do lugar
Um cara em minha frente de repente surgiu
Sem que eu soubesse de onde ele saiu.

Me agradecendo disse:
Pode pedir
Todos seus desejos eu terei de cumprir
Hesitei, porém, topei!

Eu já sabia a história de cor
E apressado pedi a melhor
Garota para comigo ficar
E muita grana para farrear.

Mas não sabia que o gênio era malandro demais
Conquistou meu broto me passando pra trás
E falso era o dinheiro que ele me arranjou
Quando bronqueei, disse que pobre ficou.

E jamais um broto conseguiu namorar
Muito me implorou, pedindo para ficar
Hesitei, porém, deixei, oh, oh.

E lá de casa não quer mais sair
Só sei dizer que com ele aprendi
A não querer tudo fácil demais
Pois tudo fácil valor nunca traz, oh,oh, oh, oh.

Mas não sabia que o gênio era malandro demais
Conquistou meu broto, me passando pra trás
E falso era o dinheiro que ele me arranjou
Quando bronqueei disse que pobre ficou.

E jamais um broto conseguiu namorar
Muito me implorou, pedindo para ficar
Hesitei, porém, deixei, oh, oh.

E lá de casa não quer mais sair
Só sei dizer que com ele aprendi
A não querer tudo fácil demais
Pois tudo fácil valor nunca traz, oh, oh, oh, oh.

Tudo fácil valor nunca traz
Pois tudo fácil valor nunca traz
Oh, tudo fácil valor nunca traz.